Casal é preso pela PRF, em Arujá, com quase 200 kg de maconha

Droga era levada de S. Paulo para o Rio de Janeiro mas foi interceptada na Dutra pela Polícia Rodoviária

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Um casal se deu mal e foi parar na cadeia, após ser flagrado com quase 200 kg de maconha escondidas dentro do carro que dirigiam, na tarde deste domingo (21/06), na Rodovia Presidente Dutra (Br-116), na altura de Arujá – um dos municípios do Alto Tietê – região que ocupa a porção leste da Grande São Paulo.

O flagrante foi feito por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que realizava fiscalização para a Operação Tamoio II naquela rodovia. Os agentes desconfiaram de um Hyundai Creta, que seguia no sentido do Rio de Janeiro, e fez a abordagem. Durante a verificação dos documentos e conversa com o casal que ocupava o carro, os policiais suspeitaram da agitação anormal deles e decidiram verificar o interior do carro. Atrás do banco do motorista eles encontraram 32 tijolos de maconha. Mas a maior parte da droga que o casal iria levar para o Rio estava no porta-malas – 295 tijolos. A pesagem final apontou que havia 195,97 quilos de maconha.

As dua spessoas – o homem de 32 anos e uma adolescente de 17 – são do Rio de Janeiro e disseram que pegaram o carro lá para vir a São Paulo e que receberiam uma ligação para entrega do veículo. Depois, contaram que o carro teria sido devolvido a eles já carregado com a droga, com a ordem de que retornassem ao destino – a Favela de Jacarezinho,  na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Depois da descoberta dos entorpecentes, e da confissão do casal, os policiais rodoviários federais descobriram ainda que havia sinais de adulteração do veiculo – indicando uma possível clonagem. Mas essa alteração impossibilitou a descoberto no local do veículo original, necessitando outros procedimentos. O carro ficou apreendido para perícia, assim como a droga. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Arujá. O casal responderá pelo crime de tráfico de drogas, que tem pena prevista de até 15 anos de reclusão.

https://youtu.be/JUlqBveVzYs

Fotos e vídeo: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação