Carro da Câmara de Mogi das Cruzes é fotografado em rua Bertioga, provavelmente na segunda, dia 7. Qual a razão de estar lá?

Veículo, placas DKI 7828, de Mogi, foi fotografado estacionado em uma rua do bairro Vista Linda, em Bertioga. Leia e confira as fotos

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Um carro de uso exclusivo dos vereadores da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes foi fotografado na última segunda-feira (07/05) em uma rua do município de Bertioga, na Baixada Santista. A reportagem do CORREIO INDEPENDENTE, pelo WhatsApp, pediu informações ao Legislativo de quais razões levaram um veículo estar nesse local.

As fotos com a denúncia, mostrando o veículo cor prata, maca Renault, modelo Sandero, placas DKI 7828, de Mogi das Cruzes, chegaram à Redação do CORREIO na noite da própria segunda-feira. Na manhã desta terça, entrou em contato com a assessoria de imprensa do Legislativo mogiano para saber qual a razão levou um veículo para uma cidade praiana.

As fotos mostram apenas o veículo, e a data suposta de quando estaria em Bertioga, mas não identificam o motorista e muito menos o vereador que teria utilizado dele.

Em uma rede social, o advogado Delmiro Goveia, que também recebeu as fotos e postou, recebeu um comentário de Marcos Goveia, que escreveu que é simples tão simples descobrir quem é o responsável por levar um carro oficial, que supostamente deveria ser de uso exclusivo do trabalho para os parlamentares da cidade, e que estava inexplicavelmente em outro município. E ele explicou como funciona o controle dos veículos oficiais: “A chave do carro todo dia no final expediente tem ser devolvida. La no estacionamento [do prédio da Câmara] tem uma sala de controle e são anotados, todas as manhãs, em um livro de registro, o nome, cargo e de qual gabinete de quem está pegando o carro pra usar, sendo inclusa placa do veículo que vai ser retirado”, diz o jurista. Para ele, “é preciso de mais transparência e acesso online na rotina da Câmara”. 

Em um dos comentários, o vereador Rodrigo Valverde, do PT, diz que “a Câmara está investigando” e foi ironizado por isso.

Já Davi Roberto Cardoso, em outro comentário, foi mais duro em suas críticas, e disse textualmente: “Infelizmente os políticos do nosso Brasil são soberanos em suas ações, não se pune, a conivência é algo garantido utilizado como moeda de troca o povo tá lascado nas mãos desses políticos usurpadores do dinheiro público”.

Em comentários seguintes, Leandro Morais Alves disse: “Lembrando que este caso não é o primeiro e nem vai ser o último, somente quem tem a mente boa vai saber o que estou falando”.

O advogado Delmiro Goveia emendou: “Leandro, em passado não distante, tivemos casos como dos [vereadores] Lucaresfky, Iduigues e Valverde, que terminaram em pizza”.

E a sucessão de ironias nos comentários prossegue. Otavio Giovanna disse: “Com certeza, vai sobrar para algum laranja (motorista), ninguém vai segurar esse B.O.” Já Eduardo Dudu foi mais longe: “É por essas e mais outras, que, na minha opinião, vereador não deveria ter carro oficial. Ganham bem, podem manter seu próprio carro. Duvido que ficariam zanzando à toa”.

O jornalista Mário Berti também entrou nas discussões. “Protocolei ontem (07/05) um pedido, não consegui falar com Sadao Sakai [presidente da Cãmara de Mogi], mas se não informarem hoje [08/05) quem estava com veiculo vou representar o Sakai ao MP [Ministério Público do Estado de São Paulo]”

Como as fotos obtidas pelo CORREIO INDEPENDENTE mostram o carro de lado – este sim com a identificação da Câmara de Mogi – e outra foto com a placa do veículo – sem que se possa identificar essa relação, foi feita uma pesquisa ao sistema do Sinesp –  um aplicativo do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, que mostra que o caro é realmente de Mogi. A reportagem antes de coloca a matéria no ar ainda ouviu fontes de Mogi, que confirmam que o caro é mesmo do Legislativo mogiano. (confira abaixo das fotos)

Perguntas que o CORREIO fez à Câmara de vereadores de Mogi

Por WhatsApp, a reportagem do CORREIO INDEPENDENTE fez as seguintes perguntas à assessoria de imprensa da Câmara, mas a mensagem não tinha sido lida até as 11h50 da manhã desta terça-feira (08/05):

1 – Preciso de confirmação de qual vereador é responsável por esse carro?

2 – A justificativa para um veículo da Câmara estar em uma cidade praiana?

3 – Quem é o responsável geral pelo controle de saídas dos carros á disposição dos parlamentares?

4 – Qual a avaliação e palavra do presidente da Câmara sobre isso?

5 – E se pode-se supor que outras viagens turísticas – ou sabe-se lá o quê – podem estar ocorrendo com outros veículos e outros vereadores?

6 -O que a Cãmara fará num caso como esse?

Por telefone, às 16h50 desta quarta-feia (08/05), a resposta que o CORREIO INDEPENDENTE recebeu é de que “a Câmara está investigando o caso”.

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre