Carreta atinge muro e invade linha da CPTM; trens estão mais lentos

Pedaços do muro atingiram trilhos e com isso trens circulam por uma mesma linha, com maior intervalo

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – As composições da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) circulam com intervalo e parada nas estações maio desde às 13h40 desta terça-feira (26/11), desde Suzano até Estudantes, em Mogi das Cruzes, ponto final da Linha 11-Coral. O motivo foi um acidente do lado de fora da estação Suzano, quando uma carreta, carregada com bobinas, na Avenida Jorge Bey Maluf, próximo à empresa Clariant, bateu no muro da CPTM e invadiu os trilhos.

De acordo com a assessoria de imprensa da companhia, o motorista do caminhão não se feriu. O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local.

Desde então os trens nos dois sentidos (Estudantes-Luz e Luz Estudantes) circulam por uma mesma via nas proximidades da estação Suzano, o que retarda todo o processo de transporte.

Entre Luz e Suzano os intervalos médios entre os trens são de 10 minutos, e entre Suzano e Estudantes, 20 minutos. O caminhão já foi retirado do local e a equipe técnica da CPTM fará uma vistoria na via antes da liberação para circulação.

A CPTM, no entanto, não informou quando essa liberação vai ocorrer. Mas pede desculpas pelos transtornos causados por um fator externo à operação de trens e está trabalhando para que a circulação seja normalizada o mais rapidamente possível.

Na estação Estudantes, os passageiros, sem saber o que ocorreu (só mesmo pelos avisos sonoros de que uma interferência interna aumentou os intervalos e as paradas nas estações entre Estudantes e Suzano), reclamavam. “Caramba, hoje que eu estou com o tempo espremido, e preciso ir até o Brás acontece uma coisa dessas. Mas fazer o quê? Algo aconteceu, senão os intervalos nesse horário [13h55] estariam normais. Mas vamos lá, daqui a pouco tudo se resolve”, disse a operadora de telemarketing Kátia Mendes Sales, 20 anos.

 

Fotos: WhatsApp