Brasil fica fora dos concorrentes ao Oscar pela 20ª vez seguida. Última vez foi em 1999

Sara Rodrigues, da Agência Rádio Mais – Pela vigésima vez seguida, os brasileiros não poderão torcer por um longa-metragem na corrida pelo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Desde “Central do Brasil”, em 1999, que os filmes nacionais não ganham uma vaga entre os finalistas do prêmio da Academia.

Dessa vez, o representante brasileiro era o longa “O Grande Circo Místico”, dirigido por Cacá Diegues. Inspirado num poema de Jorge de Lima e musicado por Chico Buarque e Edu Lobo, o longa conta com a participação de Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Vincent Cassel, Antônio Fagundes, Maria Ximenes e Juliano Cazarré.

A Academia divulgou, nesta segunda-feira (18/12), os finalistas para as categorias de Melhor Filme Estrangeiro, que leva nomes como Roma, de Alfonso Cuarón, no catálogo da Netflix, e Pássaros de Verão, de Cristina Gallego e Ciro Guerra.

Outras categorias foram: Melhor Documentário em Longa e em Curta-Metragem. Além de Melhor Maquiagem e Penteado, Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção Original, Curta de Animação, Curta-Metragem e Efeitos Visuais.