Bertaiolli solicita 50 mil testes de PCR para análise da Covid-19 em Mogi

Pedido foi feito ao Ministério da Saúde com o objetivo de avaliar a disseminação da doença no município

 

DE MOGI DAS CRUZES – O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD-SP) solicitou que o Ministério da Saúde envie a Mogi das Cruzes um total de 50 mil testes PCR Covid-19. Mais completo e com maior resolutividade e segurança, o objetivo é avaliar o avanço da doença no município, principalmente agora com a retomada das atividades econômicas e a discussão para o relaxamento da quarentena em novas fases, o que naturalmente leva mais pessoas às ruas e ao Sistema de Transporte Público municipal e intermunicipal, como às composições da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), por exemplo.

“É preciso que tenhamos um exato dimensionamento da realidade da doença na nossa cidade para que possamos discutir a retomada das atividades econômicas, tipos de segmentos ou volta às aulas, por exemplo, com segurança e tomando todos os cuidados para preservar a vida das pessoas”, destaca o deputado, ressaltando que este teste é o mais completo e preciso.

O teste PCR é a resposta final e é considerado “padrão ouro” entre todos os tipos existentes no mercado. Foi por meio dele que, no dia 24 de fevereiro, confirmou-se primeiro caso da Covid-19 no País. Essa análise, que é feita com a coleta de material no interior da narina, detecta o vírus causador da Covid-19.
“Por isso, a necessidade de ofertar esse teste, porque com a maior circulação de pessoas nas ruas, muitas delas assintomáticas ou com apenas com alguns sintomas mais leves da doença, propagam o vírus e aumentam o risco de contaminação e o avanço da doença”, salienta do deputado.

Ainda segundo o deputado, Mogi das Cruzes saiu da fase vermelha, conforme a classificação feita pelo Governo do Estado, de ampla restrição, para a laranja, que permite a abertura de forma controlada e em determinados horários de estabelecimentos comerciais, shoppings, comércio de rua, escritórios e serviços em geral com limitação inclusive do número de pessoas circulando nos estabelecimentos, sejam eles comercial ou de prestação de serviço.

“Para que possamos evoluir para a fase laranja, mantendo todos os cuidados com a saúde das pessoas, e não corrermos o risco de voltar para a vermelha, como tem acontecido em muitas cidades e regiões, é fundamental que tenhamos uma testagem em massa através do PCR”, destaca o deputado que encaminhou o ofício ao secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros.