Bandidos clonam viatura do 2º DP de Mogi. Carro estava em S.Paulo

Homem de 21 anos, que disse que só guardava o veículo, foi preso na Capital, por policiais civis do Deic

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE – Um homem de 21 anos foi preso nesta terça-feira (10/09) pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), em São Paulo, suspeito de participar de um esquema de crimes que teve até uma viatura clonada da Polícia Civil de um dos distritos policiais de Mogi das Cruzes. Ele guardava o veículo dublê.

De acordo com o Deic, a falsa viatura estava em um estacionamento da Capital, com numeração de identificação, toda a tipologia da Polícia Civil e cores, similares a de um carro do 2º Distrito Policial Dr. Oswaldo Moreira Morra, localizado em Braz Cubas, em Mogi.

Desde o mês passado, policiais civis da  3ª DISCCPAT (Delegacia de Polícia de Investigações sobre Crimes Patrimoniais contra Órgãos e Serviços Públicos), do Deic da Capital, buscavam identificar uma “viatura” que circulava pelas ruas de São Paulo, bem distante da sua base, que é Mogi. A suspeita é de que se tratava de uma viatura clonada.

E foi na Zona Leste da Capital, em um estacionamento no bairro da Vila Formosa, que o veículo foi encontrado, coberto por uma capa. Sobre ele havia uma anotação de furto, em fevereiro deste ano. Dentro do automóvel foram encontrados uma camiseta, um rádio transmissor (HT), um distintivo e documentos impressos com brasões, todos característicos da polícia.

De acordo com os policiais do Deic, quem utilizava a viatura ainda não foi identificado, e nem quaisquer ações que tenham sido feitas com o veículo.  Questionado, o proprietário do estacionamento,  Victor Venâncio da Cunha Violla, de 21 anos, admitiu ter recebido uma quantia em dinheiro para guardá-lo por aproximadamente 30 dias, até que um indivíduo fosse ao local para retirá-lo. Ele já tem passagem por receptação.
O automóvel foi apreendido e submetido à perícia junto aos institutos de Criminalística e Médico Legal.
Victor Venancio foi preso em flagrante por receptação qualificada e encaminhado à 3ª DISCCPAT, onde permaneceu à disposição da Justiça.

A Polícia Civil prossegue nas investigações, pois acredita que mais de uma pessoa esteja envolvida no uso da falsa viatura.

Foto: Deic / Polícia Civil / Divulgação