Por aleitamento, Banco de Leite lança campanha “Super Mãe Mogiana”

 

DE MOGI DAS CRUZES – Durante todo mês de agosto, as unidades de saúde de Mogi das Cruzes estão promovendo ações de incentivo ao aleitamento materno. Os trabalhos fazem parte do Agosto Dourado, movimento realizado mundialmente para lembrar que o leite materno é o alimento padrão ouro, pois composição reúne todos os nutrientes e elementos necessários ao desenvolvimento saudável das crianças.

O leite materno é extremamente importante para os bebês, principalmente os prematuros que, por situações de saúde, não podem ser alimentados pelas suas próprias mães. Por esse motivo, o Banco de Leite Humano de Mogi das Cruzes aproveita a data para reforçar a importância da doação. As ações são reforçadas por meio da campanha “Super Mãe Mogiana”.

“Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. O leite materno aumenta as chances das crianças prematuras se recuperarem mais rapidamente, além de protegê-las de infecções, diarreias e alergias. A doação não provoca falta de leite, pois quanto mais a mulher amamenta ou esvazia suas mamas, mais leite ela irá produzir”, explica a enfermeira Ângela Maria Sigeiro Mascarenhas, responsável pelo Banco de Leite.

Atualmente, o Banco de Leite conta com sete mamães doadoras, que assumiram o papel de ‘heroínas’ e estão fazendo a diferença para o desenvolvimento de muitos prematuros hospitalizados. Daniela Irina Chaudar, de 35 anos (fotos), é mãe da pequena Marina Chaudar, de cinco meses, e está contribuindo há quatro meses com doações de leite materno.

“Acredito que esta atitude é mais que doar o leite, é doar o amor. Para mim, o leite materno é o alimento mais sagrado que existe e poder compartilhar com as crianças que estão precisando é gratificante. Além disso, a equipe do Banco de Leite facilita muito, nos auxiliando no processo de doação. Eu nem preciso sair de casa”, explicou.

O Banco de Leite Humano de Mogi das Cruzes realiza a captação de doações e, após um rigoroso processamento, o leite é distribuído para a Santa Casa, auxiliando na alimentação e no restabelecimento da saúde de bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

 

Como ser uma doadora?

Para ser doadora, a mãe precisa estar em aleitamento materno exclusivo (alimentar o bebê apenas com leite materno), ter boa saúde, ter leite excedente e disponibilidade para executar os procedimentos da doação de forma correta, conforme orientação prévia realizada pela equipe técnica.

Os profissionais responsáveis pela coleta realizam uma triagem, inicialmente por telefone, e a partir deste contato é agendada uma visita domiciliar. A doadora não precisa se ausentar do seu lar: ela recebe as informações e os materiais necessários para doação em casa. O leite coletado pela doadora é retirado em sua residência e, desta maneira, o Banco de Leite garante condições para que as mães consigam doar sem precisar sair de casa.

Para obter qualquer informação sobre doações ou aleitamento materno, as mães podem entrar em contato com o Banco de Leite pelos telefones 4798-7343 ou 4798-7344. A unidade funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7 às 17 horas, no Pró-Mulher (Rua Manuel de Oliveira, 30, Mogilar), em frente ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo.

 

Foto: Cauê Maldonado / Divulgação