Após denúncia de estelionato na Polícia, diretoria da associação de boxistas do Mercadão de Mogi das Cruzes é afastada

DE MOGI DAS CRUZES – Uma queixa de estelionato contra a direção da Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Mogi das Cruzes foi feita na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), nesta quinta-feira (14/02). Pelo menos sete comerciantes – que têm box no Mercadão – prestaram queixa. Na sequência, a Prefeitura – prpresponsável pelo local – emitiu um comunicado do afastamento de toda a direção da entidade.

À polícia, os comerciantes disseram que trabalham no Mercadão de Mogi, que são associados e que há, aproximadamente 30 anos, pagam o convênio médico na administração da associação. Eles contaram que na data em que prestaram queixa souberam que o valor cobrado pela administração era superior ao repassado para o convênio. No entanto, eles não souberam dizer quanto (valor) e nem desde quando, isso vem ocorrendo, tampouco o valor do prejuízo total. Isso porque cada um paga pelo plano de saúde uma determinada quantia, pois depende da quantidade e idade de cada dependente.

Procurada pela reportagem, a direção da associação disse que desconhece o teor da denúncia e indicou uma pessoa para falar. No entanto, esta pessoa não estava no Mercadão e nem retornou a ligação.

Prefeitura

Em nota, a Secretaria Municipal de Agricultura recebeu a denúncia dos comerciantes e orientou que fosse feito imediatamente o boletim de ocorrência (B.O.). “É importante destacar que a associação é um órgão autônomo e a Secretaria não tem ingerência sobre a sua organização, entretanto, a pasta recomendou que fosse feito o afastamento imediato da direção, até que as eventuais irregularidades sejam apuradas”, explicou a Prefeitura.

/