App Reciclando ajudará a traçar reciclagem independente em Mogi

Aplicativo foi apresentado nesta terça, 23, e integra o Programa Recicla + Mogi,

 

DE MOGI DAS CRUZES – O aplicativo Reciclando, desenvolvido por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e o Centro Universitário Braz Cubas, foi apresentado nesta terça-feira (23/06), em teleconferência. A ferramenta será uma importante novidade para o Programa Recicla + Mogi, que existe na cidade desde 2012 e tem sido responsável pelo aumento contínuo no índice de reciclagem de Mogi das Cruzes – que saltou de 0,5% em 2012 para 5% em 2020.

Participaram da teleconferência o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, o diretor André Miragaia e os professores Vivian Fernandes, Renata Costa, Robson Paz Vieira, Rafael Ribeiro e Tassiana Campos. “Esse aplicativo oferece uma gama de possibilidades muito grande. A reciclagem deve ser enxergada no contexto ambiental, econômico e social. E com essa ferramenta poderemos ter essa visão abrangente sobre o trabalho desenvolvido na cidade”, disse.

Para o diretor André Miragaia, Mogi das Cruzes pode superar gradativamente o percentual de 5% de reciclagem medido na cidade após a implantação e o desenvolvimento do Recicla + Mogi. Segundo ele, o trabalho de sucateiros e catadores independentes acontece de forma contínua, com esse profissionais conseguindo seu sustento a partir de uma estrutura de recolhimento e destino já existente: “O aplicativo permitirá conhecer quem são, onde estão, como trabalham, para podermos elaborar as políticas públicas mais adequedas para a área”, disse.

A professora Tassiana Campos mostrou, em linhas gerais, como o aplicativo foi desenvolvido pelos alunos da Braz Cubas, com o uso de ferramentas modernas, mas que devem proporcionar um resultado simples e fácil de ser visualizado e entendido. “Nós pudemos ver a questão social se aproximando do mundo acadêmico e isso permitiu que os alunos incorporassem um importante aprendizado para os seus currículos”, explicou.

Como docente da área de tecnologia da Braz Cubas, Tassiana destacou a importância da medição para a obtenção de parâmetros de gestão – que era, desde o início, o objetivo do aplicativo Reciclando. “Medir é importante, pois, a partir do momento que mapeamos a realidade, saímos do escuro, do achismo, e conseguimos de fato enxergar o que está acontecendo”, detalhou, apresentando em seguida todos os passos da construção do aplicativo.

O secretário Daniel Teixeira de Lima lembra que o aplicativo Reciclando ajudará a conhecer o trabalho dos catadores independentes e sucateiros, bem como a dimensão dessa realidade dentro do município. À medida que o aplicativo aumentar sua base de dados e de informações, será  possível estimar, por exemplo, o percentual de materiais que passa por essas pessoas – que poderá ser incorporado ao volume total de reciclagem processada na cidade. “Como sempre tenho afirmado, trata-se de uma ferramenta de diagnóstico, e não de fiscalização. Existe uma cadeia de reciclagem que existe há muito tempo e vamos conhecer seu funcionamento, sempre com o objetivo de ampliá-la”, finalizou.