Antes de pausa no NBB, Mogi Basquete é superado pelo Minas em Belo Horizonte

Agora, NBB dá uma pausa para jogos da seleção brasileira

 

DE BELO HORIZONTE – O Mogi das Cruzes Basquete foi derrotado pelo Minas por 87 a 71, na jnoite desta terça (11/02), em Belo Horizonte, pelo NBB Caixa (Novo Basquete Brasil). Apesar do revés, o time mogiano ainda se mantém em quarto lugar na classificação, mas pode ser superado pelo rival desta noite, caso os mineiros vençam o Paulistano no próximo jogo, nesta quinta (13/02).

O Campeonato Brasileiro terá uma pausa para os jogos da seleção brasileira nas eliminatórias para a Copa América. O Mogi das Cruzes Basquete só volta a jogar no dia 3 de março, contra o Paulistano, às 20h, no Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos, o Hugão, no Mogilar.

A partida desta noite começou bastante equilibrada, com uma pequena vantagem mogiana no primeiro quarto (22 a 21) e uma reação dos donos da casa já no segundo (24 a 17). Na volta do intervalo, o Minas ampliou o placar e abriu 10 pontos de diferença no terceiro período (21 a 11). No último quarto, os mogianos melhoraram, chegando empatar (21 a 21), mas não conseguiram evitar a derrota.

“Em função de segurarmos o André no começo da partida, o cansaço dos últimos jogos seguidos e a equipe adversária completa, ficamos com o time um pouco desestruturado por conta de diminuir o ataque e a defesa. A nossa ideia foi aproveitar o jogo para dar minutagem para alguns jogadores que não estavam jogando. Agora teremos três semanas pela frente para recuperar os jogadores, trabalhar mais a parte física de alguns, descansar outros e trabalhar a fisioterapia para voltarmos firmes no dia 3, já com o Alexey e com o André para completar o time nessa arrancada final para os playoffs”, adverte o técnico Guerrinha.

Os destaques da partida foram o ala-pivô Alexandre Paranhos, com um duplo-duplo de 16 pontos e 10 rebotes, o ala Danilo Fuzaro, com 15 pontos e duas assistências, e o armador Fúlvio Chiantia, com 16 pontos e nove assistências. O ala Guilherme Lessa e o pivô João Pedro contribuíram com oito pontos cada.

O ala André Góes sentiu um desconforto no músculo posterior da coxa direita e foi poupado após o primeiro quarto da partida por precaução. Agora o camisa 40 realizará exames para uma melhor avaliação do departamento médico do clube.

“No jogo tivemos muito mais baixos do que altos. A equipe deles teve um aproveitamento e um volume melhor comparado ao nosso. Com uma equipe gabaritada como a do Minas é difícil correr atrás e foi o que aconteceu. Ainda tivemos a perda do André, um dos nossos líderes em quadra. Foi um jogo para se esquecer, mas ainda estamos na briga. Vamos ter uma boa pausa para treinar, descansar e voltar com tudo no dia 3”, ressalta o armador Fúlvio Chiantia.

No jogo desta noite, os mogianos não puderam contar com o armador Alexey Borges, que se recupera de uma lesão no menisco do joelho esquerdo, com o pivô Luís Gruber, que rompeu o ligamento do joelho esquerdo e só voltará na próxima temporada, e com o armador Lucas Lacerda, que sofreu uma fratura no pé esquerdo e também segue em tratamento.

 

A volta ao Hugão

Após a pausa no NBB para os jogos da seleção, o Mogi das Cruzes Basquete volta a jogar em casa no dia 3 de março, contra o Paulistano, às 20h. Os ingressos para este duelo já estão à venda com valor promocional antecipado de R$ 10,00 no quiosque do clube no Mogi Shopping ou pelo site totalticket.com.br/mogi. Também é possível comprar ingresso para a tribuna a R$ 40,00 com direito à meia entrada, pipoca e refrigerante à vontade, e para o camarote (quadra) a R$ 120,00 com direito à meia entrada e acesso à Sala Jaguá para um coffee break.

Foto: Orlando Bento/MTC