Alabarce confirma quinta unidade do grupo na Vila Moraes; Mogi das Cruzes aguarda também por um Carrefour

Quinto supermercado Alabarce será construído em área perto do antigo curtume Brasitânia; cidade aguarda, também, um Carrefour

 

PAULO QUARESMA – DO CORREIO INDEPENDENTE * – O que todos comentavam nos bastidores vai ser confirmado na manhã desta segunda-feira (09/09): a área de 14 mil m², no Km 6 da Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro (SP-098), a Mogi-Bertioga, na Vila Moraes, será mesmo ocupado por uma nova unidade do Grupo Alabarce, que vai construir no local mais um supermercado da rede mogiana. A área, na margem direita no sentido litoral, fica próxima do antigo curtume Brasitânia, da família Gasparetto.

O anúncio desse novo investimento – a quinta unidade do grupo – foi feito ao lado do prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo e, de acordo com previsões dos empresários, a construção começa ainda este ano e deve ficar pronta em junho de 2020. O novo prédio irá gerar 1 mil empregos diretos e indiretos na construção e na operação do novo empreendimento.

O local fica próximo da confluência da Estrada do Adachi e da Avenida Kaoru Hiramatsu, e vai privilegiar, além de quem passa pela Mogi-Bertioga, moradores dos bairros Vila Moraes, Conjuntos São Sebastião e Bertioguinha, diversos condomínios que estão sendo erguidos nas proximidades e até bairros do distrito de Braz Cubas, como Oropó, entre outros,  onde moram, aproximadamente, 55 mil pessoas. O proprietário da área adquirida do Alabarce, o empresário Fumiu Horii, deve erguer, nas proximidades,

A estrutura da quinta loja do Alabarce deverá ser parecida com a loja do Nova Mogilar: estacionamento subterrâneo para 250 veículos, e um piso de 4.500 m² para a área de vendas, com 20 terminais de caixa, ligados por elevador e uma escada rolante tipo esteira. O prédio terá a forma de um diamante. A nova unidade deve gerar 250 empregos diretos. Assim como no Nova Mogilar e na Vila Oliveira, haverá um corredor e de ambos os lados 18 lojas – entre  28 m² e 40 m² – que serão alugadas, além de uma praça de alimentação.

“Quero parabenizar a família Alabarce, uma empresa 100% mogiana que continua investindo e acreditando na cidade. Meu compromisso tem sido é fortalecer as oportunidades de emprego através do projeto Desenvolve Mogi, onde nossa meta é atingir nos próximos 24 meses 10 mil oportunidades de emprego”, disse o prefeito Marcus Melo, acompanhado pela presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo.

As contratações para a operação do mercado, que irão gerar 250 empregos diretores serão feitas por meio do Emprega Mogi, programa da Administração Municipal, entre os meses de março e abril de 2020. Com o novo empreendimento, o Grupo, que já conta com quatro unidades na cidade, localizados no Centro, Vila Oliveira, Braz Cubas e Nova Mogilar, alcançará a marca de 300 mil visitantes por dia e mil empregos diretos gerados na cidade.

“É uma grande alegria, representarmos nesta manhã o empresário que acredita no Brasil. Um ponto importante para a realização deste empreendimento é a desburocratização promovida pelo prefeito Marcus Melo, que está apoiando este novo empreendimento para a gente que quer oferecer mais emprego e investir mais na cidade”, disse o sócio-proprietário Ronaldo Alabarce, que representou os irmãos Roberta e Rafael, a mãe Valéria e o sobrinho João, que estiveram presentes no anúncio da nova unidade. Um vídeo com a projeção da nova unidade foi

“O poder público está trabalhando lado a lado do povo da cidade e dos empreendedores para desburocratizar o processo para aqueles que desejam ampliar ou criar um novo negócio”, disse o vice-prefeito Juliano Abe. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Social, Clodoaldo de Moraes, também ressaltou a importância desse trabalho. “A Prefeitura tem feito um trabalho para apoiar os empresários. Estamos trabalhando para o desenvolvimento de nossa cidade”. Participaram do evento, secretários municipais e os vereadores Mauro Araújo, Marcos Furlan, Antonio Lino, Protássio Nogueira, Jean Lopes, Pedro Komura.

 

O empresário Ronaldo Alabarce destacou o apoio da Prefeitura e o projeto de desburocratização promovido pelo prefeito Marcus Melo

Um vídeo com a projeção da nova unidade foi apresentado durante do evento. As obras deverão ter início no próximo mês e a conclusão está prevista para julho de 2020
O prefeito Marcus Melo parabenizou a empresa 100% mogiana, que continua investindo e acreditando na cidade. A Prefeitura está realizando o Desenvolve Mogi, que tem como meta gerar 10 mil empregos em 24 meses Fotos: Ney Sarmento/PMMC

*Com informações da Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Mogi das Cruzes

____________

Alabarce, história do grupo que iniciou as atividades em 1994

A primeira loja da rede Alabarce foi inaugurada em 1994 e partiu do desejo de uma família mogiana em montar um supermercado que primasse pela qualidade dos produtos e do atendimento aos clientes.

Com o apoio dos pais, Nildo e Valéria Alabarce, os irmãos Roberta, Rafael e Ronaldo Alabarce – na época com 22, 19 e 17 anos – abriram então a primeira unidade dos Supermercados Alabarce na Rua Doutor Deodato Wertheimer, número 1.600, no Centro de Mogi das Cruzes. A loja tinha 700 metros quadrados e apenas quatro caixas mas, apesar de pequena, já se destacava no mercado pelo alto nível das instalações e dos serviços prestados.
Em 2002, veio a segunda loja da rede, na Vila Oliveira. No ano seguinte, em 2003, o grande movimento na unidade do Centro exigiu uma ampliação que dobrou a área do supermercado. O crescimento do grupo Alabarce não parou por aí.
Em 2007 foi inaugurada a loja do distrito de Brás Cubas com a mesma proposta de oferecer qualidade, variedade e o melhor preço.
Em 2012, veio a ampliação da unidade da Vila Oliveira com o conceito de “boulevard”, um centro de compras que, além do supermercado, reúne lojas de vários segmentos, praça de alimentação e prestadores de serviços.

Unidade Nova Mogilar

Em 2015, foi inaugurada a unidade Alabarce no Nova Mogilar (foto acima), na Avenida Francisco Rodrigues Filho, próximo da Praça Kazuo Kimura (conhecida como Rotatória do Habibss). O prédio, moderno, também foi construído no formato de um moderno boulevard. 

______________

Carrefour: por enquanto só comentários, mas nenhuma confirmação oficial

Embora os comentários de bastidores são fortes de que o Carrefour vá instalar um hipermercado onde onde funciona o Atacadista Spani, na Avenida Francisco Ferreira Lopes (em frente a Havan), tudo ainda está sem uma confirmação oficial da empresa.

Vale lembrar que em 14 de junho de 2018, a rede francesa inaugurou sua primeira loja em Mogi, com a bandeira Atacadão – que já existia na região.

Os comentários começaram quando o Emprega Mogi, um serviço da Prefeitura de Mogi das Cruzes que ajuda as empresas contratantes e quem busca empregos, iniciou a busca por 110 profissionais para um supermercado na cidade. A partir daí, especula-se de que seria um Carrefour, o primeiro no Alto TietÇe, embora esse número de profissionais seja menos do que as lojas padrões do grupo. Mas também há comentários de que os atuais funcionários do Spani seriam reaproveitados. Mas tudo segue na base da especulação. Desde que esses boatos surgiram, a reportagem do CORREIO INDEPENDENTE já entrou em contato com a assessoria de imprensa do Carrefour em busca de detalhes e confirmação, ou não, desse unidade na cidade. Até agora, nenhuma reposta concreta foi dada, a não ser o atendimento telefônicos dos jornalistas da assessoria – informando que vão apurar o que foi solicitado.

E além de um possível Carrefour em Mogi, dois prédios no início da Avenida Francisco Rodrigues Filho, no Mogilar (onde já funcionaram um bingo e a farmácia do Estado), no quarteirão perto da Rua Dr. Deodato Wertheimer, também geram comentários de que poderão se transformar em supermercados. Em pelo menos um deles. Atualmente, ambos estão com tapumes nas calçadas, indicando que passam por obras. Vale destacar que a menos de 150 metros já existe uma unidade do Supermercado Veran, no prédio que na década de 80 originalmente foi construído pelos Supermercados Irmãos Marchi (SIM), e que depois abrigou o Supermercado Resl, o Supermercado Tulha e antes do Veran o Maktub. (PQ)