Agestab e PM vão se reunir para implantar Vizinhança Solidária no Taboão

 

Agestab já tem colocado em prática uma série de ações que se enquadram nos conceitos de segurança solidária

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab) já tem colocado em prática uma série de ações que se enquadram nos conceitos de segurança solidária, quando uma empresa passa cuidar também da fábrica vizinha.

E para ampliar e melhorar este sistema em que a união de empresários e de funcionários tem se tornado um importante aliado no combate à criminalidade, a Agestab vai se reunir com a Polícia Militar. Os policiais vão apresentar ao Taboão o Vizinha Solidária Empresarial, programa recentemente lançado pelo coronel Wagner Tadeu Silva Prado, comandante responsável pelo policiamento no Alto Tietê.

A iniciativa apresentada pelo coronel Prado visa justamente a união de empresas para prevenir crimes. “Entre outras ações e orientações, vamos incentivar a criação de grupos em aplicativos de troca de mensagens que contam com a participação da Polícia Militar”, disse Prado.

Na Associação Gestora, o grupo “Ocorrências Taboão” foi criado no WathsApp ainda em 2018. “Há regras claras e objetivas para a utilização e participação”, informou o presidente da Agestab, Osvaldo Baradel. “Não há ‘correntes’ ou posicionamentos políticos. Compartilhamos apenas informações sobre situações suspeitas, dicas de segurança e notícias sobre o Taboão”, disse Baradel.

Baradel afirma que o objetivo da formação do grupo foi alertar os empresários e, consequentemente, os funcionários, sobre situações de emergências. “São alertas sobre carros com movimentação suspeita, bloqueios nas ruas, alagamentos, enfim, todo tipo de urgência”, explicou. “Já temos um sistema em funcionamento e se temos a oportunidade de melhorarmos, a partir do programa lançado pela Polícia Militar, vamos aproveitar e deixa-lo mais eficiente e mais abrangente”, afirmou.

Monitoramento

E a segurança solidária no Taboão vai ainda mais além. Por meio da união dos empresários e uma Parceria Público-Privada (PPP), a Agestab instalou câmeras de monitoramento. As imagens são acompanhadas 24 horas pela Guarda Municipal e pelas Polícias Civil e Militar. As câmeras podem ser acessadas via celular.

Os equipamentos foram instalados em pontos estratégicos pela Estrada do Taboão. “Segurança pública é responsabilidade de todos. Tentamos fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance”, afirmou Baradel.

Foto: Assessoria de Imprensa Agestab / Divulgação