Dia D de Mobilização contra as Arboviroses teve ações na cidade

Dia D de Mobilização contra as Arboviroses teve duas ações no Centro de Mogi e em Cezar de Souza

 

Duas importantes ações marcaram o Dia D de Mobilização contra as Arboviroses em Mogi das Cruzes, nesta sexta-feira (30/11). No Largo do Rosário, no Centro, a população recebeu materiais e orientações sobre o Aedes aegypti e vacinação contra a febre amarela. Em Cezar de Souza, no Jardim São Pedro, o trabalho se concentrou nas vistorias domiciliares focadas na eliminação de materiais inservíveis e situações que possam facilitar o acúmulo de água parada.

As ações fazem parte da Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses. Durante todo mês de novembro, os técnicos percorreram escolas, unidades de saúde, hospitais e instituições públicas para reforçar as orientações de prevenção à proliferação do Aedes aegypti.

“Com a chegada do verão e do período de chuvas intensas, temos que redobrar os cuidados e manter o trabalho de eliminação do Aedes aegypti. Outro alerta é para a necessidade de prevenção à febre amarela, com a oferta de vacina para todos os mogianos que ainda não foram imunizados”, explica o secretário municipal de Saúde, Téo Cusatis.

A partir da próxima semana, a Secretaria de Saúde fará a intensificação da vacinação contra febre amarela no período noturno. A dose ficará disponível de segunda a sexta-feira, até às 22 horas, nas Unidades de Saúde Vila Suíssa, Jardim Camila e Santa Tereza.

“A vacina é indicada para todos, principalmente para quem pretende viajar para o Litoral neste final de ano. Quem ainda não tomou a vacina contra a febre amarela deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e garantir a proteção”, explica a médica da Vigilância Epidemiológica Municipal, Tereza Nihei.

A dose é única e válida pela vida toda, mas é contraindicada para bebês menores de 9 meses de vida, gestantes, mães que amamentam bebês menores de seis meses e pessoas que apresentam algum tipo de imunossupressão por uso de medicamentos ou portadores de doenças imunossupressoras. Pessoas portadoras de doenças crônicas importantes devem consultar o médico.

Foto: Jefferson Leite/PMMC