ACMC prevê aumento de 5% na venda de artigos de festas juninas

A dica é que lojistas apostem em promoções, decorar vitrines e na inovação para atrair os consumidores

 

DE MOGI DAS CRUZES – A procura por produtos típicos para as festas juninas está movimentando o comércio da cidade neste mês. A Associação Comercial de Mogi das Cruzes (UMC) estima aumento de 3% a 5% nas vendas deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. A dica é que os lojistas apostem em promoções, decoração de vitrines e inovação para atrair os consumidores. Os segmentos que já registram movimento são os de roupas típicas, doces e descartáveis.

“Sempre esperamos crescimento de vendas com a proximidade de datas comemorativas. Diante da possível retomada do comércio, já que há expectativa positiva perante a atual situação econômica do País, estamos prevendo um aumento de 3% a 5% nas vendas neste período”, avalia o presidente da Associação Comercial, Marco Zatsuga, destacando que a importância dos comerciantes adotarem ações para estimular as vendas. “Cada lojista deve fazer o seu chamariz, com cartazes e promoções para que os consumidores comprem no estabelecimento comercial”, orienta.

A expectativa do proprietário da Alumifran Descartáveis, Cláudio França, também é positiva. “Para o comércio de comidas típicas, de roupas, aluguéis de trajes e enfeites é uma importante data e oportunidade de fomentar negócios. Outro fator que influencia é o período da comemoração que dura no mínimo o mês de junho chegando em alguns lugares até julho, ao contrário de outras datas que têm um dia específico. As expectativas são sempre positivas e, apesar da atual situação do país, esperamos um bom mês de vendas”, conclui.

Proprietário da loja de roupas infantis Nizuma, Mauro Kazuo Nizuma, confirma que as vendas devem chegar a 5% a mais do que no ano passado. “Apostamos na decoração da vitrine e em várias opções sobre o tema para todos os bolsos e gostos. O movimento já começou e deve aumentar nas próximas semanas”, conta.

Miriam Galdino, proprietária da Docemel, no Jardim Universo, em Braz Cubas, diz que os produtos mais procurados são pé de moleque, gibi, pipoca, paçoca, doce de abóbora, maria mole e outros doces típicos. “Os consumidores e empresas não deixam de realizar as festas juninas, mas compram menores quantidades de doces, diante da atual situação do País”, acrescenta.