Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) alerta para golpe do nome limpo; por e-mail, falsários exigem depósito de R$ 100,00

Associação Comercial mogiana alerta para golpistas, que exigem depósito de R$ 100,00 para regularizar situação de inadimplentes

 

DE MOGI DAS CRUZES – A Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) alerta para um golpe que voltou a ser aplicado na cidade prometendo a regularização de consumidores no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) mediante o depósito de R$ 100,00 em conta bancária. O procedimento correto, nestes casos, é procurar os órgãos credores para renegociar a dívida e, desta forma, limpar o nome.

A mensagem enviada por e-mail, sem identificação, diz: “Você não precisa ir ao credor pagar a dívida e nem renegociar, e no momento em que você for abrir um crediário, solicitar talões de cheque, fazer empréstimos, financiamentos de automóveis ou imóveis, nada vai constar em seu CPF ou CNPJ”. O falsário ainda se propõe a regularizar a situação no prazo de oito horas após o cliente realizar o depósito em conta fornecida por ele.

Além disso, o golpista promete reduzir o score de crédito do cliente – ferramenta que calcula e indica a probabilidade de inadimplência, ajudando os consumidores e empresas a realizarem negócios a crédito. A pontuação varia de 0 a 1.000. A empresa entende que aqueles com score mais próximo de mil têm poucas chances de dar calote. “Entro diretamente nos sistemas de proteção e faço a alteração manual de seu registro e o aumento do score”, diz o e-mail usado no golpe. Depois do depósito bancário, não há mais resposta aos contatos e perde-se o dinheiro. Há vários registros feitos por pessoas lesadas neste tipo de golpe no site Reclame Aqui.

Para evitar que as pessoas caíam neste golpe, a ACMC alerta que a negociação dos débitos sempre deve ser feita diretamente no comércio que solicitou a inclusão do cliente no cadastro de devedores. Para consultar os débitos e as lojas onde possui pendências, basta o consumidor apresentar documento com foto e o CPF no Balcão de Atendimento do SCPC, na sede da Associação Comercial – Rua Barão de Jaceguai, 674, no Centro.